1

Poesia: Criança Desaparecida

Criança Desaparecida


Uma poesia de Conceição Bernadino 


"Onde estás meu filho? Desde que te tiraram de mim, sinto o sangue do meu ventre gotejar nas lágrimas que já não consigo chorar. Todas as noites, abro a tua cama, com a esperança que te irei lá encontrar, quando amanhecer. Já se passaram anos e todos os dias espreito em cada cantinho o teu rosto, o teu sorriso, quando corrias para mim e volvíamos de alegria em abraços, afagos de amor. Onde estás meu filho? Que te fizeram? Já te confundo com as sombras, esculpidas nas paredes desertas onde me agarro no desalento de não te encontrar. Agarro-me à tua fotografia e pergunto a quem passa: - Este é o meu filho, digam-me por favor, alguém sabe quem o levou? Sinto-me a morrer aos poucos, levaram-me tudo o que eu tinha, a vida que gerei.Malditos, malditos! Já me chamam de enlouquecida mas só descansarei quando te encontrar, não deixarei jamais de gritar pelo teu nome meu querido menino. Nunca deixarei de procurar!


Um comentário :

A Graça disse...

É difícil pra mim saber que uma mãe, passe dias,meses e anos sem saber o paradeiro do seu filho. é morrer aos poucos. uma dor que não passa. Desejo a todas as mães que JEOVÀ dê a solução para essas mães, mostrando a direção dos seus filhos perdidos.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens mais populares no Criança Genial

1 livro por dia - Grátis

Mudar Fonte e Tamanho da Leitura

Arquivo do blog