1

O Circo

Respeitável público, começa agora a história de um dos maiores espetáculos da Terra: o circo.
Crianças e adultos ficam encantados com esse grande show, que apesar de ser milenar, até hoje atrai muita gente. Acredita-se que a origem do circo está na China, pois lá foram descobertas pinturas de cerca de 5 mil anos de acrobatas, contorcionistas e equilibristas. Essas acrobacias eram treinamentos para guerreiros, pois nelas eram exigidas muita força, flexibilidade e agilidade. Mas também encontramos indícios da arte circense nas pirâmides do Egito, na Grécia, na Índia e em Roma.
No ano 40 a.C foi criado o Circo Máximo de Roma, onde é hoje o Coliseu. Com mais de 87 mil lugares, o Coliseu era uma casa de espetáculos onde eram apresentados, além dos famosos gladiadores, engolidores de fogo e animais exóticos. Mas depois, o Coliseu foi transformando em uma arena de apresentação de espetáculos sangrentos, como a perseguição de cristãos por leões e animais ferozes.
Desde então, os artistas passaram a compor suas apresentações em praças públicas, feiras e entradas de igrejas. Feiras populares também exibiam truques mágicos e habilidades como o malabarismo. No século XVII, grupos de incipientes artistas circenses percorriam a Europa fazendo exibições de destreza com cavalo e combates simulados, além de apresentações das tradicionais artes circenses como o contorcionismo e o malabarismo.
A forma como conhecemos o circo, com picadeiro e lona, de forma arredonda é a chamada forma moderna e tem origem na última década do século XVIII. Hoje em dia, além de malabarismo e contorcionismo, elementos da dança e do teatro foram incorporados ao circo. O circo brasileiro nasceu juntamente com a imigração dos ciganos, vindos da Europa, pois foram eles que nos apresentaram as artes circenses. Mas pouco a pouco o nosso circo foi tomando um rumo próprio e isso é constatado, principalmente, na figura do nosso palhaço. O palhaço europeu é essencialmente um mímico, enquanto o brasileiro é falante e bastante humorístico.
A primeira escola de circo que se instalou no Brasil chamava-se Piolin, em São Paulo, no estádio do Pacaembu (1977). Em 1982, surgiu a Escola Nacional de Circo, no Rio de Janeiro e jovens de todas as classes sociais têm acesso às técnicas circenses. Formados, os ex-alunos vão trabalhar nos circos brasileiros ou no exterior, ou formam grupos que se apresentam em teatros, ginásios e praças. Atualmente, a Intrépida Trupe, os Acrobáticos Fratelli, os Parlapatões, Patifes e Paspalhões, a Nau de Ícaros, o Circo Mínimo, o Circo Escola Picadeiro, as Linhas Aéreas e o Teatro de Anônimo, entre outros, formam o Circo Contemporâneo Brasileiro.
Fonte: UFGNet, Central do Circo, CEDI

Um comentário :

Luma disse...

Não gosto de circos que usam os animais de forma a destratá-los. A poucos dias, assisti ao telejornal, um pedido para que os circos fossem proibidos de manter animais em cativeiro. Tudo porque, quando não mais aptos para o trabalho, eles simplesmente abandonam em matas. A figura do palhaço faz parte da minha infância. Tive o prazer de ter uma festa animada pelo Carequinha. Tenho a gravação comigo e guardo com grande carinho. Beijus

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens mais populares no Criança Genial

1 livro por dia - Grátis

Mudar Fonte e Tamanho da Leitura

Arquivo do blog