Translate

0

Orientações sobre trotes de falsos sequestros

Trotes conhecidos como “golpe do falso sequestro”, têm sido cada vez mais comuns. Nesses últimos dias a Policia Militar tem recebido diversas ligações da população, que reage com espanto e às vezes com medos ao trote. Em muitos casos, as ligações partem de dentro de presídios.
A orientação da Polícia para pessoas que passam por situações semelhantes é para manterem a calma e não atenderem de imediato aos pedidos dos falsos sequestradores. Antes de tudo, o indicado é tentar falar ou perguntar dados pessoais do suposto sequestrado. Muitas vezes, essa medida já é suficiente para se ter a certeza que tudo não passa de trote. Ou então seguem algumas orientações:
1. Conheça as novas versões: Fique atento no acompanhamento dessas notícias, a fim de manter-se atualizado das novas versões dos golpistas.
2. Nunca atenda ligações a cobrar de desconhecidos. Nem polícia, nem bombeiros avisam sobre acidentes. Esse procedimento cabe sempre ao hospital que recebe a vítima.
3. Não ajude o bandido: Cuidado com suas respostas, elas podem ajudar o bandido dando-lhe informações. Ex: - Sua filha sofreu um acidente? R: A Fernanda?... Em nenhuma hipótese revele nomes de parentes a desconhecidos ao telefone.
4. Tire os adesivos dos carros: Escola ou faculdade onde estuda, academias onde malha, retire todos esses adesivos. Cuidado com as informações passadas pelo Orkut. Alerte seus filhos, usuários mais comuns.
5. Oriente os idosos: Pela sua vulnerabilidade podem ser vítimas mais fáceis desses golpes, ao prolongar conversas e dando informações.
6. Pare para raciocinar: Fique calmo, não entre em pânico. A situação é difícil, mas tente de alguma forma checar se a informação é verdadeira. Diz a Polícia que, geralmente, a vítima deixa de ligar para o telefone do suposto sequestrado, pelo pânico que se encontra.
7. Desobedeça ao bandido: Ligue para o suposto sequestrado, ainda que o bandido diga para não fazê-lo. Se conseguir contato, o caso está resolvido. Se não, tente um amigo ou parente dele. Segundo a PM, bandidos não vão matar a vítima, que é seu trunfo, só porque seu celular tocou.
8. Desconfie de ligações longas: Segundo estatísticas da PM, 90% dos primeiros contatos feitos por sequestradores reais duram menos de um minuto, para não serem rastreados.
9. Duvide do choro das vítimas: Apelos chorosos de vítimas sequestradas têm sido frequentes e abalam a família. A PM informa que raramente sequestradores de verdade telefonam do mesmo lugar em que está a vítima, pelo mesmo motivo do rastreamento e localização do cativeiro.
10. Dê queixa na Polícia: Se você cair no golpe, não deixe de prestar queixa à Polícia. O número de origem da chamada, assim como a agência para onde foi feito o depósito, podem ajudar a Policia Civil a identificar o criminoso.
fonte hoje centro sul.com.br
Leia tambem: Golpe em Shopping (para orientar nossos filhos)

Nenhum comentário :

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens mais populares no Criança Genial

1 livro por dia - Grátis

Mudar Fonte e Tamanho da Leitura

Arquivo do blog