2

TDAH - Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade

O Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade (TDAH) é um síndrome neurobiológico. Os sintomas principais são a atividade motora excessiva e o déficit de atenção(no entanto existe também o Distúrbio do déficit de atenção sem hiperatividade). O transtorno nasce com o indivíduoe já aparece na primeira infância, quase sempre acompanhando o indivíduo por toda a sua vida.

Características
O transtorno se caracteriza por sinais claros e repetitivos de desatenção, inquietude e impulsividade, mesmo quando o paciente tenta não mostrá-lo. Existem vários graus de manifestação do TDAH, que recebe às vezes o nome DDA (Distúrbio do Déficit de Atenção) ou SDA (Síndrome do Déficit de Atenção). Em inglês, também é chamado de ADD, as iniciais de Attention Deficit/Hyperactivity Disorder (ADHD.)
Na década de 1980, a partir de novas investigações, passou-se a ressaltar aspectos cognitivos da definição de síndrome, principalmente o déficit de atenção e a impulsividade ou falta de controle, considerando-se, além disso, que a atividade motora excessiva é resultado do alcance reduzido da atenção da criança e da mudança contínua de objetivos e metas a que é submetida. É um transtorno reconhecido pela OMS (Organização Mudial da Saúde), tendo inclusive em muitos países, lei de proteção, assistência e ajuda tanto aos que têm este transtorno ou distúrbios quanto aos seus familiares. Há muita controvérsia sobre o assunto. Há especialistas que defendem o uso de medicamentos e outros que, por tratar-se de um Transtorno Social, o indivíduo deve aprender a lidar com ele sem a utilização de medicamentos.
Segundo Rohde e Benczick o TDAH é um problema de saúde mental que tem como características básicas a desatenção, a agitação (hiperatividade) e a impulsividade, podendo levar a dificuldades emocionais, de relacionamento, bem como a baixo desempenho escolar; podendo ser acompanhado de outros problemas de saúde mental. Os autores Rohde e Benczich, caracterizam o TDAH em dois grupos de sintomas. Embora a criança hiperativa tenha muitas vezes uma inteligência normal ou acima da média, o estado é caracterizado por problemas de aprendizado e comportamento. Os professores e pais da criança hiperativa devem saber lidar com a falta de atenção, impulsividade, instabilidade emocional e hiperativa incontrolável da criança.
A criança com Déficit de Atenção muitas vezes se sente isolada e segregada dos colegas, mas não entende por que é tão diferente. Fica perturbada com suas próprias incapacidades. Sem conseguir concluir as tarefas normais de uma criança na escola, no playground ou em casa, a criança hiperativa pode sofrer de estresse, tristeza e baixa auto-estima.
Saiba mais em: Wikipéida (fonte da postagem)
Abaixo - Link ABDA

2 comentários :

Patricia Lins disse...

Mas, me tire uma dúvida: neste caso, a hiperatividade é vinculada com o défict de aprendizagem? Tenho um primo com TDAH comprovado e vejo a enorme diferença com relação ao meu filho. Meu primo não apresenta muita "noção clara" da realidade. Por exemplo, ele tem 14 anos, e falou que uma semana tinha janeiro, fevereiro e março... Ou seja, sua relação com o tempo cronológico, com o aprendizado em si, é descontrolado... A gente não sabe mensurar o que ele apreende... Já meu filho, segundo a neuropediatra, é hiperativo, só que ele tem um desenvolvimento normal na escola, interage, segue uma linha de raciocínio e aprende com muita facilidade - mais fácil a gente esquecer de algo, do que ele... apresenta um senso de responsabilidade muito aguçado - até demais - inclusive, se acha mais velho do que o que é e que pode fazer, sozinho, as coisas como um adulto... Então, é possível existir a hiperatividade pura e simplesmente, motora, certo?!Olha, a questão é que educar é muito complexo, porque a gente precisa se reeducar e encarar a realidade e as peculiaridades dos nossos pequenos, o que vem a ser um grande desafio, afinal, nos deixamos guiar pela média do "normais" e novelamos a tudo e a todos por essa média...

Gostei muito do post! Parabéns!

Marina Stahl disse...

Olá Patrícia! Me chamo Marina, sou psicóloga e trabalho com <a href="http://www.tdahcampinas.com.br/quadros-clinicos/transtorno-do-deficit-de-atencao-e-hiperatividade". Achei interessante seus questionamentos, por serem eles comum em mães de crianças/adolescentes que apresentam sintomas de desatenção e/ou hiperatividade.
Sobre sua dúvida a respeito da vinculação entre hiperatividade e dificuldades/déficits de apendizagem, seria importante, primeiramente definir o que é essa hiperatividade. Ou seja, hiperatividade pode ser um comportamento encontrado em diferentes quadros clínicos incluindo o Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH). No entanto, outras situações como Transtornos de Ansiedade, Síndrome de Asperger, Transtorno de Humor Bipolar, ou até mesmo certos períodos do desenvolvimento infantil podem incluir este comportamento.
Portadores de TDAH podem apresentar ou não dificuldades de apredizagem ou déficits (lacunas) de aprendizagem decorrentes dos sintomas de desatenção e hiperatividade. A dificuldade em prestar atenção numa aula ou a incapacidade de fazer leituras mais extensas, de conteúdos julgados desinteressantes pelo aluno, podem acasionar esses déficits. A agitação motora (hiperatividade) também pode dificultar essas atividades, pela necessidade intensa e frequente que o aluno tem de se mexer, levantar-se da cadeira, ir ao banheiro etc. Neste sentido, é muito comum que lacunas de conhecimento sejam acumuladas ao longo do tempo, mas as habilidades de cada um é responsável pela diferença entre as dificuldades, ou seja, seu filho, apesar de ter sido reconhecido como hiperativo pelo neuropediatra, apresenta facilidades que seu primo não apresenta. Ambos são hiperativo, mas com diferenças na forma de aprender. Portanto, é possível existir hiperatividade (seja ela decorrente de ansiedade, de alterações de humor, de TDAH...) sem problemas de aprendizagem. O importante, na minha opinião, é reconhecer a situação que a hiperatividade faz parte.

Espero ter ajudado!

Abraço!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens mais populares no Criança Genial

1 livro por dia - Grátis

Mudar Fonte e Tamanho da Leitura

Arquivo do blog