Translate

0

Crianças de 0 a 3 anos ganham programa de proteção à saúde inédito pelo SUS

“SP Pela Primeiríssima Infância” inclui protocolo clínico específico para a faixa etária nos serviços de saúde, Cartão da Criança e um novo índice de desenvolvimento  


O governo do Estado de São Paulo lança nesta quarta-feira, 10 de julho, uma ampla rede de proteção às crianças de zero a três anos de idade. Inédito, o “São Paulo Pela Primeiríssima Infância” representa um avanço em políticas públicas de saúde para essa faixa etária. 

O programa é composto por um conjunto de ações que inclui um novo protocolo clínico, cursos de especialização em desenvolvimento infantil e outras ações como o Caderno da Família, o Cartão da Criança e o Índice Paulista de Desenvolvimento da Primeira Infância. Será implantado em todos os municípios paulistas por meio de parceiras com a sociedade civil, além de um convênio com a Fundação Maria Cecília Souto Vidigal, referência no trabalho e promoção do desenvolvimento da infância no Brasil.

Com essas ações, a Secretaria busca garantir às crianças com até três anos de idade todos os cuidados necessários para seu amplo desenvolvimento. 

“O programa apresenta uma linha de cuidado especial da saúde na primeira infância para organizar a rede e sistematizar o fluxo de atendimento dessas crianças. É um importante avanço, pois reflete um aprimoramento das políticas públicas para garantir atendimento integral e permitir que essas crianças cheguem aos três anos com a saúde em ordem”, destaca o secretário da Saúde Giovanni Guido Cerri. 

Primeira infância
Estudos demonstram que o desenvolvimento humano é mais veloz nos primeiros três anos de vida. O bom desenvolvimento depende de experiências positivas, pois quanto melhores as experiências, mais o cérebro é capaz de realizar conexões e se desenvolver de modo saudável.

O “São Paulo pela Primeiríssima Infância” traz um protocolo clínico para subsidiar tecnicamente os profissionais da saúde que atendem crianças desde o nascimento, apresentando os cuidados de atenção neonatal atualizados e completos. Esses protocolos foram construídos com base nas melhores evidências comprovadas por estudos da Unicamp e do Instituto de Saúde da Criança.

Outra novidade do programa é o Caderno da Família, que traz um material inovador para informar pais, avós, babás, professores de creches e cuidadores sobre as diferentes fases de desenvolvimento da criança. Nele a família poderá consultar os estímulos que deve oferecer e sobre os cuidados que a criança deve ser submetida, como consultas e imunização. 

“Com esse material a família, principalmente a mãe, ficará mais segura em relação à proteção necessária. Com mais informação, a criança tem seu desenvolvimento e necessidades garantidos desde cedo, reduzindo, também, a violência”, destaca Sandra Regina de Souza, coordenadora da Saúde da Criança da Secretaria de Estado da Saúde.

O Cartão da Criança será entregue para as famílias para o registro e controle das consultas e intercorrências de saúde da criança, ampliando a rede de proteção nessa faixa etária.

O programa também desenvolverá o Índice Paulista de Desenvolvimento da Primeira Infância, semelhante ao índice utilizado pela Unicef. Esse índice trará o diagnóstico da real situação da primeira infância no Estado. A partir desses dados, cada gestor dos municípios poderá fazer o seu planejamento de atenção integral. O Índice é inédito e São Paulo é o primeiro Estado a implantá-lo.

Para completar a rede de proteção, o “Primeiríssima Infância” levará cursos presenciais, em parceria com a Escola de Enfermagem da USP, de especialização em desenvolvimento infantil para 300 gestores e técnicos selecionados nas regiões do Estado. Os municípios poderão aderir gratuitamente ao programa, em especial as regiões prioritárias, com índices maiores de mortalidade infantil e materna.

Nenhum comentário :

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens mais populares no Criança Genial

1 livro por dia - Grátis

Mudar Fonte e Tamanho da Leitura

Arquivo do blog