Translate

0

O que significa anjo, arcanjo, querubim e serafim?


Por André Sanchez
A Bíblia nos cita nominalmente a existência de pelo menos quatro seres da esfera espiritual: anjos, arcanjos, querubins e serafins. Apesar de citá-los, não há um detalhamento tão grande a respeito deles. Mas, mesmo com poucas informações, podemos ter uma ideia razoável do que é cada um deles.
Os anjos são citados na Bíblia como mensageiros e executores das ordens de Deus (Gênesis 16.10; Daniel 6. 22; Salmos 103. 20). Os anjos são espíritos que servem a Deus e também aos servos de Deus (Salmos 34. 7). Vemos que Deus criou os anjos puros, mas uma parte deles preferiu rebelar-se contra Deus (Judas 1.6). Em alguns textos os anjos são descritos com características semelhantes as humanas (João 20. 12).
arcanjo é citado na Bíblia como uma espécie de “Anjo-chefe”. A palavra arcanjo tem esse significado. Veja um verso bíblico sobre um dos arcanjos: “Contudo, o arcanjo Miguel, quando contendia com o diabo e disputava a respeito do corpo de Moisés, não se atreveu a proferir juízo infamatório contra ele; pelo contrário, disse: O Senhor te repreenda!” (Judas 1. 9).O fato de esse arcanjo contender ou lutar diretamente contra o diabo mostra que é um ser dotado de grande poder e autoridade, e que exerce uma posição de destaque na esfera espiritual.
Os querubins são citados na Bíblia como seres que têm asas e uma forma [semelhante] a humana (Êxodo 25. 20). Em algumas passagens vemos querubins com forma de animais (Ezequiel 41. 18-19). Em outras, temos querubins descritos em formas estranhas, mesclados com características de pessoas e animais. Por exemplo: Em Ezequiel 1. 5- 8, esses seres tinham 4 rostos, 4 asas, mãos que saiam de debaixo das asas, etc. Esses seres estão sempre ligados a glorificação da majestade e grandeza de Deus (Apocalipse 4. 6-8).
Só existem dois versículos na Bíblia mencionando os serafins: Isaías 6. 2, 6. Nestes versos os serafins são descritos da seguinte forma: “cada um tinha seis asas: com duas cobria o rosto, com duas cobria os seus pés e com duas voava”. Da mesma forma que os querubins, os serafins sempre estão ligados a glorificação da majestade e grandeza de Deus .De forma resumida é isso que a Bíblia cita destes seres. São seres que, acima de tudo, estão à serviço do Reino de Deus. Certamente os conheceremos melhor quando estivermos na presença do Pai e deles.

                                                                                    
 Anjo

(do latim angelus e do grego ággelos (ἄγγελος), mensageiro), segundo atradição judaico-cristã, a mais divulgada no ocidente, conforme relatos bíblicos, são criaturas espirituais, conservos de Deus como os homens (Apocalipse 19:10), que servem como ajudantes ou mensageiros de Deus.
Na iconografia comum, os anjos geralmente têm asas de pássaro e uma auréola. São donos de uma beleza delicada e de um forte brilho, e por vezes são representados como uma criança, por terem inocência e virtude.
Os relatos bíblicos e a hagiografia cristã contam que os anjos muitas vezes foram autores de fenômenos miraculosos, e a crença corrente nesta tradição é que uma de suas missões é ajudar a humanidade em seu processo de aproximação a Deus.
Os anjos são ainda figuras importantes em muitas outras tradições religiosas do passado e do presente, e o nome de "anjo" é dado amiúde indistintamente a todas as classes de seres celestes. Os muçulmanoszoroastrianosespíritashindus ebudistas, todos aceitam como fato sua existência, dando-lhes variados nomes, mas às vezes são descritos como tendo características e funções bem diferentes daquelas apontadas pela tradição judaico-cristã, esta mesma apresentando contradições e inconsistências, de acordo com os vários autores que se ocuparam deste tema. O Espiritismo faz uma descrição em muito semelhante à judaico-cristã, considerando-os seres perfeitos que atuam como mensageiros dos planos superiores. Dentro do Cristianismo Esotérico e daCabala, são chamados de anjos aos espíritos num grau de evolução imediatamente superior ao do homem e imediatamente inferior ao dos arcanjos. Para os muçulmanos alguns anjos são bons, outros maus, e outras classes possuem traços ambíguos. NoHinduísmo e no Budismo são descritos como seres autoluminosos, donos de vários poderes, sendo que alguns são dotados de corpos densos e capazes de comer e beber. Já os teosofistas afirmam que existem inumeráveis classes de anjos, com variadas funções, aspectos e atributos, desde diminutas criaturas microscópicas até colossos de dimensões planetárias, responsáveis pela manutenção de uma infinidade de processos naturais. Além disso a cultura popular em vários países do mundo deu origem a um copioso folclore sobre os anjos, que muitas vezes se afasta bastante da descrição mantida pelos credos institucionalizados dessas regiões.

As hierarquias angélicas no Cristianismo


Teto do Batistério de São João, em Florença, mostrando as hierarquias angélicas

No Cristianismo os anjos foram estudados de acordo com diversos sistemas de classificação em coros ou hierarquias angélicas. A mais influente de tais classificações foi estabelecida pelo Pseudo-Dionísio, o Areopagita entre os séculos IV e V, em seu livro De Coelesti Hierarchia.[1]
No Cristianismo a fonte primária ao estudo dos anjos são as citações bíblicas, como quando três anjos apareceram a Abraão,[2] embora existam apenas sugestões ambíguas para a construção de um sistema como se ele se tivesse desenvolvido em tempos posteriores.[3] Isaías fala de serafins;[4] outro anjo acompanhou Tobias; aVirgem Maria recebeu uma visita angélica na anunciação do futuro nascimento deCristo,[5] e o próprio Jesus fala deles em vários momentos, como quando sofreu a tentação no deserto [6] e na cena do horto das oliveiras, quando um anjo lhe fortalecia antes da Paixão.[7]
São Paulo faz alusão a cinco ordens de anjos.[8] Depois foi São Dionísio um dos primeiros a propor um sistema organizado do estudo dos anjos e seus escritos tiveram muita influência, mas foi precedido por outros escritores, como São ClementeSanto Ambrósio e São Jerônimo. Na Idade Média surgiram muitos outros esquemas, alguns baseados no do Areopagita, outros independentes, sugerindo uma hierarquia bastante diferente. Alguns autores acreditavam que apenas os anjos de classes inferiores interferiam nos assuntos humanos.

Fonte: freeweb

Nenhum comentário :

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens mais populares no Criança Genial

1 livro por dia - Grátis

Mudar Fonte e Tamanho da Leitura

Arquivo do blog