Poema da criança

Dizes que sou o futuro,
Não me desampares no presente.
Dizes que sou a esperança da paz,
Não me induzas à guerra.
Dizes que sou a promessa do bem,
Não me confies ao mal.
Dizes que sou a luz dos teus olhos,
Não me abandones ás trevas.
Não espero somente o teu pão,
Dá-me luz e entendimento.
Não desejo tão só a festa do teu carinho,
Suplico-te amor com que me eduques.
Não te rogo apenas brinquedos,
Peço-te bons exemplos e boas palavras.
Não sou simples ornamento de teu carinho,
Sou alguém que te bate à porta em nome de Deus.
Ensina-me o trabalho e a humildade, o devotamento e o perdão.
Compadece-te de mim e orienta-me para o que seja bom e justo.
Corrija-me enquanto é tempo, ainda que eu sofra...
Ajude-me hoje para que amanhã eu não te faça chorar.
Autor: (Meimei/ Psicografado por Chico Xavier)

3 comentários :

Ana Martins disse...

Caro William,
que maravilha de poema!
Adorei, adorei, adorei!

Beijinhos,
Ana Martins

William disse...

olá ana..saudades..

tambem acho lindo o poema.

Beijão para voce e feliz 2009

Nicolinh@ disse...

AAmei seu blog!!
Muuuuitoooo Lindo!

Bjks

test

Postagens mais populares no Criança Genial

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...